facebook

Historial


Associação de Solidariedade Social de Espadanedo A falta de estruturas de apoio a pessoas portadoras de deficiência no concelho de Cinfães levou a que um pequeno grupo de pessoas congregassem esforços no sentido da criação de uma resposta social adequada a este público-alvo. Assim nasceu a Associação de Solidariedade Social de Espadanedo fundada em 2006 por registo Notarial no Cartório Notarial de Cinfães e reconhecida como Instituição Particular de Solidariedade Social em 11/01/2007.

A partir daqui o trabalho foi desenvolvido no sentido de divulgar os objetivos junto das entidades que poderiam ajudar, junto dos possíveis utentes e seus familiares e junto da comunidade em geral.

Resultante do esforço e dedicação conjunta, em 16 de setembro de 2008 foi assinado um Acordo de Cooperação entre Segurança Social e a Associação para dar início ao Centro de Atividades Ocupacionais, com resposta para quinze utentes.

A Junta de Freguesia de Espadanedo cedeu as instalações no edifício sede da Junta de Freguesia, a Fábrica da Igreja Paroquial de Espadanedo cedeu o refeitório e de imediato começaram as obras de adaptação. Em 13 de outubro desse mesmo ano, entrou em funcionamento o primeiro Centro de Atividades Ocupacionais que presta apoio a pessoas portadoras de deficiência e multideficiência, oriundas das freguesias do Concelho.

A cerimónia da inauguração do CAO realizou-se no dia 22 de novembro de 2008 com uma celebração litúrgica na Igreja Matriz de Espadanedo, seguida da bênção das instalações, sessão solene e jantar convívio.

Estavam dados os primeiros passos, mas a ambição move o homem e a necessidade de se dar uma casa nova a estes utentes levou a novos projetos. Nesse sentido a ASSE submeteu um projeto à Segurança Social para a construção do Lar Residencial e Centro de Atividades Ocupacionais Nossa Senhora de Lurdes.

Em 29 de dezembro de 2011 procedeu-se à assinatura pública do contrato de empreitada da obra, na quinta do Souto, cedida comodato pela Igreja Paroquial. Em 10 de fevereiro de 2012, Pedro Mota Amaral, ministro da Solidariedade e da Segurança Social, presidiu à cerimónia de lançamento da primeira pedra do Lar Residencial e Centro de Atividades Ocupacionais Nossa Senhora de Lurdes.

Em dezembro de 2015 e depois de ultrapassadas várias dificuldades nos mais diversos níveis, foram concluídas as novas instalações da Associação de Solidariedade Social de Espadanedo. A Infraestrutura foi financiada pelo Fundo Social Europeu, através do programa POPH na medida 6.12 – Apoio ao Investimento a Respostas Integradas de Apoio Social com o maior financiamento atribuído no distrito de Viseu para obras nesta área, num montante de um milhão e quarenta e um mil euros. Esta obra representou um investimento total que rondou os dois milhões quatrocentos e cinquenta mil euros. A Câmara Municipal subsidiou esta obra com um montante de quase 500 mil euros, o que correspondeu a cerca de 30% do valor da adjudicação desta empreitada.

A 27 de dezembro de 2015 a Instituição abriu as portas num almoço de Natal para dar a conhecer à comunidade a nova casa e só em maio de 2016, ultrapassadas as devidas burocracias, foi possível mudar a resposta de CAO para as novas instalações. A resposta Lar Residencial começou a receber os primeiros residentes em 27 de junho de 2016.